terça-feira, 16 de outubro de 2007

Suas tão minhas...

Hoje, conheci alguém que já conhecia
alguém que convivia, mas que nunca me havia sido apresentado dessa forma
alguém que me tocou profundamente com suas palavras, sem ainda ter a idéia de que as li.

Mas de que valem as palavras, se não para tocar os outros? - muito mais até do que a quem as escreve, às vezes...
Se é para isso que elas servem, você fez valer as suas.

Hoje, conheci alguém que escreve como eu queria escrever
que fala de coisas que eu queria dizer
que fala de mim, sem ao menos saber.

Hoje, me deliciei em percorrer suas linhas, suas palavras, seus pensamentos, suas confidências, seus escritos, muitas vezes quase tão meus.

Muito prazer!

(escrito após ler clandestinamente os escritos de um colega...)

Um comentário:

Mr. Ziggy disse...

Ei, Mah! Então, comigo também é assim. Tem certos textos que leio e penso: "Meu Deus, parece que tá falando sobre mim." E a pessoa faz de uma forma tão bela, profunda e que toca, aí me pergunto: "Caraca, como que fulano consegue?" Hehe! Também virei aqui mais vezes, tá? Bjosss! Deus te guarde.