domingo, 14 de outubro de 2007

Auto-retrato falado (ou rimado... inventado...)

Eu, que sempre quis ser alguém
e gostava de inventar alguém pra ser
quero hoje apenas ser eu mesma
mesmo às vezes sendo um Eu
diferente de mim mesma
quero hoje apenas saber quem sou.

Sou um pouco de muitos EU´s
um eu que ri
um eu que chora
um eu que sonha
um eu que voa e que ás vezes cai e machuca.

Quero apenas amar os meus amores
(mesmo os inventados, os platônicos e os sonhados)
chorar as minhas dores, meus temores, meus horrores
encantar-me com as flores,
me alegrar com suas cores, me embalar com seus odores
superar os meus pudores.

Quero apenas dançar a minha dança
viver cada mudança
brincar como criança
soltar a minha transa
conhecer, um dia, a França
aprender em cada andança.

Quero hoje fugir das correntes do domínio
e voar nas asas do fascínio.

Abrir os olhos ao desconhecido
me envolver nas páginas de um livro lido
erguer um sonho que estiver caído
encontrar o EU que estiver perdido.

Quero andar de peito aberto ao mistério
levar a vida só um pouco a sério
na imaginação, construir um grande império
onde amar não tem critério.

Quero que o vento penteie o meu cabelo
quero derreter cada coração de gelo
quero ser alguém que não precise sempre sê-lo
quero um arrepio que me levante cada pêlo.

Quero hoje abrir a minha mente
olhar o mundo com uma lente
econhecer gente que sente
"contentar-me de contente"
entender o inconsciente
abolir da vida o pente (isso eu já consegui!).

Quero tocar tambor no cortejo
e pedir a bênção, aproveitando o ensejo
quero um dia roubar um beijo
sem malícia, só desejo.

Quero aprender com a experiência
encantar com a minha essência
quero crer, também, na ciência
e, pela arte, ser luminescência.

Quero brincar de ser feliz
quero pintar o meu nariz
quero escapar só por um triz
quero viver como aprendiz.

2 comentários:

Luciana disse...

Eh fia....eu tb qro isso tudo ae....o dia q vc descobrir cmo ter tdo isso vc me manda um scrap no orkut falando???????????????????????????????????????????????????????????????
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
Amei o poema... Profundo! Lindo mesmo!!!
(e fala a puxa saco! hehehe)
Bjos mulé

Mr. Ziggy disse...

Mah, por acaso você já pensou em musicar esse texto? Meu, tem uma musicalidade muito bacana e vai dar uma música muito gostosa de ouvir. Pense nisso, tá. Tu é musicista, tem as manha. Bjos!