terça-feira, 14 de agosto de 2007

sem título

quem vê meu rosto, meu olhar, meu sorriso
não imagina cada um dos fantasmas que teimam em me assombrar...
quem vê meu jeito de "mulher desencanada"
não imagina a vontade que tenho de ganhar colo, carinho e cafuné...
quem vê minhas roupas
não imagina por quantas pessoas elas passaram até se tornarem minhas...
quem vê o meu trabalho
não imagina o medo que tenho de gente, da luz, da frente...
quem vê as decisões que eu tomo
não imagina a insegurança e a incerteza quem rondam sempre em minha mente...
quem vê minhas palavras
não imagina que por traz de cada uma delas existe um ser humano buscando construção.

Um comentário:

Canções do Cantor disse...

Eu te mandei um e-mail em medeia_ma@yahoo.com.br