sábado, 13 de dezembro de 2008

O AMOR... A o quê?

parece que as pessoas já não acreditam mais no amor.
sei lá, parece brega, paia, piegas falar disso.
pior que falar é acreditar nele...
ansiar por ele...
percebo que o amor se resumiu ao sexo.
as amigas já não perguntam às outras se o namoradoé romântico, carinhoso ou etc... a pergunta básica é: "ele é bom de cama?" (namorado, quando ainda se tem um pouco de sentimento... mas também pode ser ficante, amante, peguete, affaire...)
o que faz as pessoas se aproximarem e quererem estar juntas, não é mais um sentimento.
é, sim, uma sensação: o tesão.
ou os sentidos, como a visão ("cara, essa aí é mó gostosa!"), o tato ("muito facinha").
isso não é uma crítica ao sexo, de forma alguma!
mas é estranho pensar no sexo como "uma troca justa".
anh?!
isso mesmo!
conversando com uma amiga, foi isso que eu ouvi: "Ah, Má, só dei pra ele porque eu tava ha muito tempo sem dar. Foi sexo por sexo. Uma troca justa."
socorro!
tá bom, também não sou uma princesinha presa na torre esperando o príncipe encantado num cavalo branco.
o cavalo pode ser marrom...
mas falando sério, não entendo uma pessoa se entregar à outra(s) sem rolar aquele carinho gostoso...
o que será mais descartável, os sentimentos ou as pessoas, nessas histórias?
talvez, por pensar assim, que eu ainda estaja sozinha.
eu sei disso.
mas o que posso fazer, se gosto de me apaixonar?
gosto de me permitir.
e isso não significa me dar, (ou melhor, me emprestar, nesses casos) pra uma pessoa (ou mais, dependendo do gosto) a cada dia...

acho que estou velha...

5 comentários:

André disse...

De forma alguma marina. É sempre bom desabafar.
alias, que bonito isso que você escreveu.
Na verdade eu acredito que o amar não é aquilo que você espera receber e sim o que você está disposto a dar. Se você se preocupa com o amor, pode ter certeza que ele te encontra!

bjão!

marys disse...

...amor parece só coisa de filme neh!!!...sei como vc se sente! tbm gosto de me apaixonar, mais acho q ao longo do tempo criei uma barreira contra se apaixonar e n consigo mais me entregar inteiramente a isso, acho q a muito tempo tenho sido boa artista e vivo escondendo o q sinto, e como eu realmente sou!

foi só um desabafoo má!!! kkkkkkk...

bjos =*

André disse...

saudade dos teus textos

Juliana disse...

Sexo pode trazer "felicidade" no momento, mas não deve ter coisa pior do que não ter aquela ligação no dia seguinte, a conchinha, o carinho!
Acredito que sexo sem amor, não tem a minima graça! adorei o teu ponto de vista! :)

André de la Costa disse...

é bom parar de escrever as vezes.
internet tbm é um pouco cansativa.
Mas espero que ainda exista um pouco da vontade de ressuscitar as idéias.
bjos marina